Tudo sobre o Metaverso

Hoje em dia fala-se muito do Metaverso e por isso escrevi este artigo para divulgar do que se trata e tirar algumas dúvidas que muitas pessoas me têm consultado. E é que no futuro teremos uma vida paralela dentro do Metaverso. Até o Facebook mudou seu nome para Meta como uma demonstração do forte compromisso de Mark Zuckerberg, fundador e CEO da popular rede social, em entrar na corrida e ser o primeiro a controlar este universo virtual.

Metaverso4

O que é o Metaverso e por que ele se tornou um grande alvo para empresas de tecnologia?

O termo é composto da palavra 'meta', que vem do grego 'além', e de 'verso' ou 'universo'. É um neologismo que remete ao conceito de espaços tridimensionais, persistentes e interligados que futuramente serão acessíveis a todos.

Será a evolução da internet atual, alimentada por tecnologias imersivas como a realidade virtual (VR) e a realidade aumentada (AR).

O Metaverso é um mundo virtual, ao qual nos conectaremos por meio de uma série de dispositivos que nos farão pensar que estamos realmente dentro dele, interagindo com todos os seus elementos. Será como realmente se teletransportar para um mundo totalmente novo através de óculos de realidade virtual e outros acessórios que nos permitirão interagir com ele.

Os mundos virtuais não são novidade e existem muitos deles, especialmente na indústria de videogames. Você cria para si mesmo um personagem ou avatar e entra nesse mundo para viver aventuras por meio de seu computador. No entanto, o Metaverso não pretende ser um mundo de fantasia, mas sim uma espécie

A origem do termo é atribuída ao escritor americano de ficção científica Neal Stephenson. Em seu romance 'Snow Crash', publicado em 1992, ele descreve um espaço virtual coletivo que os humanos experimentam como uma extensão do mundo real. Eles são universos convergentes e complementares.

O Facebook (agora Meta) lançou o anúncio de sua estratégia de médio e longo prazo, mas existem muitas outras empresas que se voltaram para o desenvolvimento de tecnologias que permitem que o Metaverso se torne uma realidade. E as empresas correm para ser as primeiras a implementá-lo. A Nvidia, fabricante de chips e semicondutores, está trabalhando em uma plataforma que permite conectar esses mundos virtuais chamada Omniverse. A Microsoft quer revolucionar os hábitos de trabalho e relacionamento com o Mesh, que é um complemento aos atuais Teams que serão lançados no próximo ano e que nos permitirá usar avatares em nossas reuniões, entre outras melhorias.

Empresas de videogame de ponta como a Epic Games, a empresa por trás do popular jogo Fortnite, levantaram US $ 1 bilhão de dólares de investidores para ajudar em seus planos de longo prazo para construir o Metaverso. A plataforma do investidor Roblox é outra empresa a se observar, que descreveu sua visão do Metaverso como um lugar onde "as pessoas podem se reunir em milhões de experiências tridimensionais para aprender, trabalhar, brincar, criar e socializar".

Metaverso9

O que o Metaverso oferecerá no futuro?

O Facebook espera que o Metaverso possa oferecer tantas oportunidades quanto o mundo físico real, com a possibilidade de criarmos nossos próprios negócios nele. Imagine poder caminhar pelas principais ruas da cidade de Munique e conversar com os avatares virtuais de outras pessoas, que abriram lojas e nos oferecem para experimentar e comprar roupas virtuais, um carro virtual ou um virtual apartamento.

Também pode ter aplicações práticas, como reuniões de negócios em que todos compartilham um escritório virtual conectando-se de casa, e nem precisam se preocupar em se preparar para a reunião. Não importa se você está de pijama e desgrenhado, o que as outras pessoas verão será o seu avatar, o seu personagem virtual.

Um Metaverso também pode ter sua própria economia, com algum tipo de moeda virtual que podemos comprar com nosso dinheiro real, ou ganhar de alguma forma com as interações que ele oferece. Talvez até empregos possam ser criados. "No que seu sobrinho trabalha? Ele é o gerente de uma loja virtual no Metaverso." Isso implicaria no desenvolvimento de um sistema de pagamento para usar no Metaverso, por exemplo; consiga alguns tênis de marca para o nosso avatar ou por meio de um sistema de criptomoeda. Essa tecnologia já existe e consiste em garantir a origem e autoria de um bem virtual por meio de uma cadeia de blocos, conhecida como 'blockchain'.

Hoje a rede de internet é controlada por redes sociais que acessamos de diferentes dispositivos. Interagimos com mais pessoas virtualmente do que fisicamente. Pois bem, o Metaverso seria dar mais um passo para estreitar os mundos físico e virtual, mesclando os dois em um novo universo administrado pela empresa que consegue estabelecê-lo.

O que as empresas que impulsionam o Metaverso devem resolver?

Atualmente, o Metaverso é apenas um conceito que começa a ser construído. Mas resta saber se outras empresas se juntam no esforço de criar as tecnologias que o tornam possível, uma vez que as tecnologias que podem tornar este conceito uma realidade ainda não estão disponíveis. Não temos dispositivos de realidade virtual que realmente nos façam mover como se estivéssemos realisticamente dentro desse universo. Toda a infraestrutura também está faltando em termos de design. É todo um ecossistema que você deseja criar, mas ainda não há cidades, nem ruas, apenas algumas salas virtuais que estão sendo usadas para os primeiros testes.

O objetivo do Facebook é muito claro, que quer trazer o Metaverso ao seu modelo de negócio, baseado no uso de dados pessoais para vender publicidade direcionada. "Os anúncios continuarão a ser uma parte importante da estratégia na parte de mídia social do que fazemos, e provavelmente continuarão a ser uma parte significativa do Metaverso também", disse Zuckerberg na última teleconferência de resultados da empresa.

Em qualquer caso, qualquer avanço está sempre sujeito a controvérsia. A gestão da privacidade é o grande risco desta tecnologia. E nada foi dito sobre os riscos da segurança dos dados pessoais e o que é preciso para criar Avatares em várias realidades virtuais, onde intervêm questões jurídicas, econômicas, sociais e culturais.

Em resumo; Na história da humanidade, todas as mudanças sociais, tecnológicas e evolutivas revolucionaram os comportamentos pessoais, familiares, de trabalho, culturais e de lazer. Atualmente em todas as áreas da vida e a tecnologia foram integradas e para entendê-la devemos estar cientes de nossas emoções em relação a isso, porque, afinal, somos seres humanos emocionais. Por isso, os desenvolvedores não devem esquecer que as pessoas são fundamentais no processo de transformação dessa nova iniciativa.

DEIXE-NOS SEUS COMENTÁRIOS ABAIXO.

Metaverso7

Leave a Reply

Your email address will not be published.